Casamento de manhã: usar chapéu, voilette, fascinator ou casquete

Sempre quando vamos a algum evento que saia do tradicional e do usual surgem várias dúvidas. Em se tratando de casamento então, elas duplicam, pois sempre queremos estar impecáveis.

Para iniciar essa conversa vamos falar a vocês a diferença entre esses adereços que hoje estão super em alta.

O chapéu: é o mais comum, possui abas variadas, tamanhos e estilo. É sempre muito importante cuidar as proporções de tamanho, para não parecer que o acessório nos engoliu. Existem os seguintes modelos de chapéus: breton, que é reto com aba levantada na ponta, o capeline, com aba reta e longa, e o queen, de sisal, muito utilizado pela Rainha Elizabeth II.

O voilette: é aquele que tem o véu (ou renda) que cobre parte da testa e olhos.

O casquete: é uma espécie de pequeno chapéu e às vezes pode ter algum arranjo com flores sendo confundido com fascinator, mas sua base é o chapéu.

O fascinator: é em tese um adorno de cabeça feito de plumas, pedrarias, penas, sem forma ou função de chapéu.

Agora que já sabemos a diferença podemos dizer que todos são recomendáveis para casamentos diurnos. A maneira correta de usá-lo é do lado direito da cabeça. Ele não precisa ser necessariamente da cor do vestido, mas o ideal é que não seja com cores tão contrastantes.

O ideal é que você se sinta confortável, segura e adequada ao evento.

Um beijo,

Carol e Sheila

 

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

(Seu email não será publicado)